Que preço cobrar na mensalidade de um curso profissionalizante?

Que preço cobrar na mensalidade de um curso profissionalizante?

Que preço cobrar na mensalidade de um curso profissionalizante? 1920 1080 Play Educação

Definir o preço da mensalidade de um curso livre ou profissionalizante não é uma tarefa fácil. Além de ser uma questão técnica, é uma decisão estratégica.

Pois, ao mesmo tempo, em que é preciso valorizar o seu produto, é preciso ser realista. Caso contrário, a escola pode ficar com as salas subutilizadas. Então, uma coisa é certa: é preciso ter critérios bem definidos para chegar ao valor ideal da mensalidade.

Muitas vezes, uma escola oferece o melhor curso do mercado, mas os interessados acabam escolhendo aquele que tem a menor mensalidade, ou porque não valorizam a qualidade do ensino, ou por falta de recurso.

Por um motivo ou por outro, o mais importante é a escola oferecer uma educação de qualidade a um preço justo e adequado ao bolso do seu público-alvo. E isso nos leva ao que é mais importante para definir os preços: quem você quer ter como aluno?

Saber o que ele valoriza e o quanto pode e está disposto a pagar por cada curso é fundamental. Dito isso, vamos dar um passo atrás e ver como calcular a mensalidade a partir de critérios técnicos.

Passo a passo

O valor de toda e qualquer mensalidade deve ser igual à soma de todos os custos que a escola tem para oferecer o curso mais a margem de lucro.

Sendo assim, o primeiro passo é calcular quanto custa o curso e, para isso, é preciso saber quanto esse curso utiliza da capacidade total da escola. Em seguida, é preciso levantar os custos da escola. Existem dois tipos de custo, aqueles que são fixos e os variáveis.

Para saber o preço final da mensalidade, deve-se estabelecer uma meta para a margem de lucro. Feito isso, é preciso verificar se o valor final está compatível com o perfil do seu público-alvo e também com os preços praticados em outras escolas.

Assim, será possível ajustar as expectativas da escola à realidade do mercado, se posicionar de maneira estratégica em relação à concorrência e traçar ações para alcançar as metas estipuladas.

Agora que a gente já viu o passo a passo pra calcular a mensalidade, mãos à obra!

1. Qual a capacidade total da minha escola?

Para chegar ao custo fixo de um curso é preciso calcular a capacidade total da sua escola por mês e dividir pela carga horária mensal do curso.

Para isso, é preciso saber (1) a capacidade total de alunos em um dia; (2) a taxa média de ocupação; (3) o número de dias letivos por mês; (4) a média de horas que o aluno fica na escola por dia.

Multiplicando todos esses fatores, você chegará à carga horária total da sua escola por mês.

Por exemplo: a sua escola tem capacidade para receber 200 alunos por dia, a taxa média de ocupação é de 50%, há 20 dias letivos por mês e cada aluno passa em média 1 hora e meia por dia na escola.

Sendo assim, a capacidade total da sua escola é de 3 mil horas por mês.

2. Qual a carga horária do curso?

Pra chegar à carga horária do curso por mês, você vai fazer o mesmo cálculo, mas com os números do curso que você quer definir a mensalidade.

Então, vamos supor que esse curso vai oferecer 20 vagas, que a taxa de ocupação dele vai ser de 70%, porque ele é um curso que está em alta. Ele vai ocorrer uma vez por semana, ou seja, 4 vezes por mês, e a duração dele também é de 1 hora e meia por dia, portanto, de 6 horas por mês.

Multiplicando os números, vemos que esse curso vai utilizar 336 horas por mês. Ou seja, ele ocupa 11.2% de um total de 3 mil horas que a escola tem como capacidade utilizada.

Ok, mas e agora?

3. Levantando custos

Agora, você pega o custo médio da escola por mês e divide por esses 11,2% para saber qual é o custo fixo do curso. Para esse cálculo é preciso somar os custos fixos que a escola tem por mês. Isso envolve o salário dos funcionários, aluguel, telefone, luz, água e muito mais.

Então, vamos supor que a escola gaste R$ 20 mil por mês.

Sendo assim, é preciso dividir esse custo total por curso. Como o curso que a gente quer definir a mensalidade ocupa 11,2% da capacidade total da escola, o custo fixo desse curso é de R$ 2.240 por mês.

Finalmente, é preciso incluir os custos extras que esse curso pode gerar para a escola. Então, vamos supor que ao se matricular no curso, o aluno receba um material e que para entregar esse material a escola tenha um custo de R$ 280.

Somando o custo fixo (R$ 2.240) com o custo variável (R$ 280), o resultado é que o curso custa R$ 2.520 para a escola. Dividindo esse número por 14, que é o número de alunos matriculados, você conclui que o custo fixo por aluno seria de R$ 180 por mês.

4. Definindo a margem de lucro

Vamos supor que a gestão escolar tenha estabelecido como meta uma margem de lucro de 20%. Então, o valor ideal da mensalidade seria de R$ 216, que é igual a R$ 180 (100%) mais R$ 36 (20%).

5. Analisando o mercado

Mas, antes de fechar o preço da mensalidade e lançar o curso ao público, é preciso analisar a concorrência e saber se este valor está adequado ao bolso do seu público-alvo.

Depois disso, é possível fazer ajustes no preço final da mensalidade e pensar ações estratégicas para alcançar a margem de lucro estabelecida como meta.

Nesse sentido, as ações têm apenas dois objetivos possíveis: reduzir os custos do curso, ou aumentar o número de alunos matriculados.

Se você faz uma promoção, acaba reduzindo o ganho por aluno, mas também dilui os custos. Se a promoção for bem-sucedida, ela pode te ajudar a bater a meta.

Caberá à gestão escolar definir qual a melhor estratégia para entregar os resultados esperados.

Raphael Gois

Especialista em Franchising. Artista Plástico, Formado em Propaganda e Marketing. É Designer Gráfico e atua como Gerente Nacional de Marketing da Maior Rede de Sistema de Ensino, a Evolua Educação. Cursou o Programa de Especialização para Executivos em Franchising, no Franchise College, atualmente, exerce a função de Diretor na Pixie Comunicação, uma Agência de Publicidade Especialista em Franquias.

Raphael Gois

Assine nossa News!

Franqueadora Play Nordeste:
R Trinta de Outubro, 85 – Centro – Arapiraca, AL CEP: 57300-380

Franqueadora Play Sudeste:
R José Rodrigues Palhares, 312 – Centro – Santa Rita do Passa Quatro, SP CEP 13670-000

Tel: (82) 3521-2720
E-mail: [email protected]

Play Sudeste:
Tel: (19) 3584-6229 ou (16) 99644-3978

Todos os Direitos Reservados – Pixie Comunicação 2019